quando a vida imita a arte: o esquadrão suicida de ierevan

Dc Suicide Squad - Free image on Pixabay
Parece filme, mas ao que indica pode ser uma realidade…

A trama do filme da DC ao que Trend.az e outras fontes reportam, parece ter a sua versão do Cáucaso, mais especificamente na Armênia.

Os esquadrões suicidas formados por prisioneiros que cumprem longas sentenças por cometerem crimes especialmente perigosos estão sendo criados na Armênia, escreveu o editor-chefe da revista de Defesa Nacional Igor Korotchenko em seu canal de Telegram.

“A informação sobre a criação de esquadrões suicidas consistindo de prisioneiros condenados à morte na Armênia apareceu em vários canais do Telegram na Armênia”, escreveu o editor-chefe.

Igor Korotchenko

“Eles estão planejando para envia-los para os setores da frente em que as batalhas mais ferozes estão ocorrendo”, disse Korotchenko. “Primeiro foram criados os batalhões de mulheres, agora estão sendo criados os batalhões penais, depois serão criados os destacamentos na retaguarda das tropas armênias para que elas não recuem”.

Esta mensagem também foi postada no site http://www.Smi6.ru com referência à mídia armênia.

De acordo com os analistas armênios, esses “esquadrões suicidas” na luta contra o exército azerbaijanes , que está travando uma guerra sem contato usando um grande número de drones, não terão o efeito desejado, portanto, propõe-se a usá-los na luta “por uma causa justa” nos países que não apoiaram Ierevan durante a guerra na região de Nagorno-Karabakh.

Em primeiro lugar, foi decidido realizar “atos de retaliação”, como dizem os nacionalistas armênios, na Turquia e na Rússia. Os nacionalistas do partido Dashnaktsutyun estão insatisfeitos com a decisão de Moscou, que escolheu a posição mais neutra no conflito Armênia-Azerbaijão .

A diversificada diáspora armênia em todo o mundo tem uma rica experiência na implementação da política de intimidação por meio de ataques terroristas.

A mesma situação foi observada em 1977, quando a juventude armênia efetuou um triplo ataque terrorista em Moscou, explodindo o metrô de Moscou, no trecho entre as estações Izmaylovskaya e Pervomayskaya, mercearia nº 15 na rua Dzerzhinsky (agora Bolshaya Lubyanka) e mercearia 5 em 25 de outubro (agora Nikolskaya).

Como resultado, sete pessoas morreram, 37 ficaram feridas. O motivo era exigir que a União Soviética concedesse independência à Armênia. Além disso, dezenas de ataques terroristas foram cometidos na Europa, cujas vítimas foram principalmente diplomatas turcos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s