Cazaquistão garante vitória sobre o poderoso time da Alemanha no Campeonato Mundial de Hockey no gelo

OSLO- Durante o quarto jogo do Campeonato Mundial, que foi iniciado no dia 21 de maio e irá ocorrer até 06 de junho na cidade de Riga, localizada na Letônia, o time nacional do Cazaquistão, utilizando todas as estratégias possíveis, terminou com a sequência de vitórias nos últimos três jogos da Alemanha, ganhando de 3-2 na última quarta-feira. Pavel Akolzin marcou o gol de desempate no terceiro tempo.
O Campeonato, que em 2020 foi cancelado em decorrência da pandemia do coronavírus, tem a Finlândia como atual campeã mundial e convocou seleções de inúmeros países para o Campeonato desse ano, como Rússia, Cazaquistão, Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha, entre outros. A decisão, que acontecerá em junho, será realizada na Arena Riga.
Ambos os lados permaneceram com os seus goleiros iniciais, o cazaque Nikita Boyarkin e o alemão Matthias Niederberger. Boyarkin passou a intensificar a defesa à medida que as tentativas de gol passavam a aumentar em favor da Alemanha de 30-15.
Mesmo com um primeiro tempo sem pontos, ambos os times deram seu máximo e atingiram a trave em alguns lances, primeiro Ivan Stepanenko da equipe do Cazaquistão e depois Jonas Muller da Alemanha.
Alemanha obteve melhor desempenho após sua primeira vantagem sobre o jogador cazaque Anton Sagadeyev, que foi penalizado por realizar a ação de “enganchar” que é reconhecida como uma falta no hockey, contudo, o time alemão não conseguiu se beneficiar da oportunidade.
Aos 6 minutos e 39 segundos do segundo tempo, o jogador cazaque Alexander Shin marcou vantagem sobre o time alemão. Por meio de um passe, ele recebeu o disco de Stepanenko e o jogou para de baixo da luva de Niederberger, goleiro da seleção alemã. Essa foi a primeira vantagem do Cazaquistão no campeonato.

Equipe do Cazaquistão celebrando mais uma vitória memorável. Crédito: IIHF

Alemanha contra atacou três minutos depois quando dois jogadores de longa data da NHL (abreviação oficial em inglês da Liga Nacional do Hockey) passaram a juntar forças. Tobias Rieder ultrapassou a linha azul do Cazaquistão, fazendo com que muitos defensores do time concorrente fossem até ele. Diante disso, Rieder realizou um passe para Tom Kuhnhackl, que se encontrava ao seu lado esquerdo e o alemão realizou uma jogada precisa, que fez com que o disco passasse por de baixo do goleiro cazaque Boyarkin.
Ao descer a ala direita, reconhecida como a posição do jogador Matthias Plachta, o alemão pensou ter dado à Alemanha a sua primeira vantagem quando surpreendeu Boyarkin jogando rapidamente o disco de um local que não é permitido de acordo com o regulamento do hockey de gelo. À vista disso, os jogadores cazaques rapidamente alegaram impedimento e o gol foi anulado.
Alemanha estava destemida e almejando se beneficiar aos 14 minutos e 07 segundos da vantagem sobre o Cazaquistão em relação ao número de jogadores no ringue, por meio de uma estratégia do jogador alemão Stefan Loibel. Contudo, o time cazaque mais uma vez se pronunciou, ao alegar que o defensor Moritz Seider – o catalisador do jogo- tinha criado um impedimento com o seu passe para Loibl ao entrar por cima da linha azul. Porém, dessa vez, os árbitros ficaram do lado do time alemão e o treinador cazaque, Yuri Mikhailis, foi aferido por uma pena de atraso no jogo, fazendo com que mandasse seu filho para a “caixa”, local onde o jogador penalizado permanece por um período de tempo a fim de que cumpra a falta recebida. Recebe esse nome pois o local em questão se assemelha a uma caixa, sendo formada por paredes que se encontram por todos os lados.
No primeiro minuto do terceiro tempo, Cazaquistão empatou com a Alemanha após um pênalti. O capitão alemão, Moritz Muller, trapaceou com Akolzin, que estava invadindo a área do gol. Para a jogada do pênalti, Mikhailis escolheu o capitão Roman Starchenko, que acertou nas jogadas de pênalti contra a Finlândia. Starchenko não cometeu nenhum erro e acertou o disco na área entre as pernas de Niederberger, goleiro da Alemanha.
Akolzin conseguiu se desvencilhar do passe de defesa dado pelo jogador cazaque Alexei Maklyukov e dessa vez nenhum jogador estava segurando-o. Ele realizou uma jogada certeira que ultrapassou Niederberger aos 4:18 fazendo com que o jogo ficasse de 3-2 para o time cazaque.
Buscando o empate, o time alemão requisitou por um intervalo de menos de dois minutos e estabeleceu que colocaria Niederberger em ataque extra. O treinador Mikhailis utilizou seu intervalo aos 19:11 sabiamente, dando ao seu time um período de descanso, após os passes intensos em jogo, isso fez com que o Cazaquistão conseguisse ter forças para aguentar o restante da partida.
Ambas as vitórias do Cazaquistão aconteceram por meio de pênaltis, 3-2 contra a Letônia e 2-1 contra a atual campeã mundial Finlândia. Com sete pontos, o time possui grandes chances de alcançar as quartas de final.
Em relação a todos os anos de campeonato mundial, essa foi somente a quarta vez que as duas nações competiram entre si. Alemanha derrotou o Cazaquistão por 4-2 em 2014 na República Checa, perdeu por 2-1 na Áustria e venceu por 2-1 durante a cobrança de pênaltis em 2014 na Bielorrússia.
Os dois times irão enfrentar em seguida finalistas do Campeonato Mundial de Hockey de 2019. Cazaquistão jogará contra a equipe do Canadá na sexta-feira, enquanto a Alemanha enfrenta a Finlândia no sábado.

Por: Ilyas Omarov

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s