O algodão do Azerbaijão: Sua história e comércio

Fonte: Google Imagens

          Historicamente, a produção de algodão no Azerbaijão tem sido crucial para a economia nacional, respondendo por aproximadamente 25% da receita agrícola. Ocorre principalmente na área a oeste do Mar Cáspio. Registros históricos apoiados por escavações arqueológicas estabeleceram o cultivo de algodão no Azerbaijão nos séculos 5 e 6 DC. Desde a queda da União Soviética e a independência, a produção de algodão diminuiu significativamente, visto que o petróleo e os grãos são mais lucrativos para os agricultores azeris. A produção de algodão tornou-se cara no país, como fica evidenciado pelo fato de que as despesas operacionais para sua produção no Azerbaijão são agora cerca de três vezes as dos Estados Unidos; dito ser US $ 300 por ha no Azerbaijão. A principal razão para este alto custo de produção é atribuída ao baixo rendimento de 1,5 toneladas/ha, um legado da União Soviética. A modernização precisa ser implementada para atingir níveis de rendimento de 3 toneladas/ha.

          A queda dos preços do petróleo nos últimos anos obrigou o governo do Azerbaijão a buscar fontes alternativas de receita, chamando atenção sobre a industrialização no azerbaijão. Baku apostou no algodão, que durante a era soviética foi denominado como o “ouro branco” da nação. apresentando com sua expansão da produção uma série de oportunidades principalmente em termos de seu potencial de geração de empregos em áreas rurais e também de exportação, que como vimos possuia uma longa história de produção no país. Nesse sentido, as áreas de alta produção de algodão no Azerbaijão, que podem ser encontradas nas regiões de Beylagan, Zardab, Sabirabad, Saatli e Barda do país, estão abertas para operar. Com o advento de novas tecnologias combinadas com o clima e solo favoráveis ​​no Azerbaijão, o país tem potencial para atingir os altos níveis desfrutados anteriormente em toda a República.

          Em 2018 de acordo com o Comitê Estatístico do Estado, 228.003 toneladas de produtos foram entregues nas estações de colheita de algodão até 18 de dezembro. Sendo a maior parte da safra de algodão registrada em Saatli (30.058 toneladas), em Barda (24.962 toneladas), em Agjabadi (22.825 toneladas), em Bilasuvar (21.773 toneladas) e em Beylagan (21.281 toneladas). E as exportações de algodão do Azerbaijão foram de US$ 156,84 milhões em 2020, de acordo com o banco de dados COMTRADE das Nações Unidas sobre comércio internacional. A nova meta do estado é levar a produção de algodão para 500 mil toneladas até 2022, das atuais 260 mil toneladas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s