Os Deslocados de Nagorno-Karabakh e as Consequências do Conflito na Vida dos Moradores Locais.

A ocupação da Armênia, em meio ao conflito de Nagorno-Karabakh, na região reconhecida internacionalmente como parte do território do Azerbaijão, teve fortes impactos nas condições de vida dos moradores locais durante o período e também no pós-guerra.

Tal ocupação foi violenta, destacando o episódio do Massacre de Khojaly, é estimado que milhares de pessoas foram mortas e as que sobreviveram foram expulsas da província. Sendo obrigados a sair de suas casas, os moradores locais passaram a ser deslocados, vítimas de migração forçada.

O Azerbaijão então passou por uma crise de refugiados e deslocados internos, sendo estimado que cerca de 13% de sua população estivesse vivendo sob essas condições, tendo os moradores de Nagorno-Karabakh como grande amostra desse total.

Por ser, de certa forma, recente, se tornou um episódio significativo para a história do país devido a importância cultural da região para o Azerbaijão. Portanto, a libertação e reconstrução da área carregam grande simbolismo para o povo, podendo honrar todas as vítimas do conflito e também chamar atenção do mundo para o conflito, tanto pelos abusos cometidos como pelas dificuldades que o país ainda enfrenta para a reconstrução do território.

Mesmo com a posterior liberação e reconquista do território de Nagorno-Karabakh, os antigos moradores locais não puderam voltar para suas casas já que a Armênia teria implantado minas terrestres e as espalhado ao longo da região.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s