O impacto da UEFA Conference League no futebol do Azerbaijão 

     Na última quarta (25), a Roma se sagrou campeã da primeira edição da UEFA Conference League, o mais novo torneio continental europeu, que busca dar visibilidade aos clubes de ligas com menos holofotes. Apesar do triunfo da equipe de José Mourinho não ser muito surpreendente, visto que os gialorossi costumam figurar frequentemente nas altas prateleiras do futebol europeu, o andamento da competição reservou surpresas que dão um vislumbre do potencial de crescimento esportivo que a Conference League oferece aos times de menor orçamento, como é o caso dos clubes da Premier League do Azerbaijão. Apesar dos clubes azerbaijaneses jogarem as fases de grupos de competições como Champions League e Europa League, o investimento elevado de equipes das cinco grandes ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França), e de outras equipes de ligas como a portuguesa e a holandesa, acabam por ofuscar a possibilidade de clubes azerbaijaneses de chegarem aos estágios mais avançados destes torneios. 

     É válido observar que a participação azerbaijanesa nos grandes palcos europeus, apesar de não receber a devida atenção midiática, é bem interessante. O projeto governamental de investimento em esportes aliado à popularidade do futebol no Azerbaijão resultou em algumas campanhas europeias de destaque: em 2014, o FK Qarabağ tornou-se o primeiro clube azerbaijanês a disputar a fase de grupos de uma competição da UEFA, e não obteve uma classificação histórica para as oitavas de final devido à polêmica anulação de um gol em um jogo contra a Internazionale de Milão. Já em 2017, uma glória ainda maior: o Qarabağ tornou-se o primeiro representante azerbaijanês na história da fase de grupos da Champions League. Apesar da última colocação em um grupo complicadíssimo, com Roma, Chelsea e Atlético de Madrid, os azerbaijaneses demonstraram um futebol aguerrido, empatando duas vezes com os madrilenhos de Simeone, à época vice-campeões da competição. 

     Tendo em vista que clubes azerbaijaneses vêm obtendo resultados cada vez mais expressivos na última década, é possível esperar bons resultados nos próximos anos da Conference League. Neste ano, a própria Roma sofreu uma estrondosa goleada de 6-1 contra o modesto Bodø/Glimt da Noruega, o que permite um vislumbre do potencial de sucesso das chamadas “zebras”, um dos elementos que tornam o futebol um esporte tão imprevisível e popular. A participação dos azerbaijaneses nas competições continentais nesta temporada ficou aquém do esperado, com o campeão nacional Neftçi Baku tendo sido eliminado nas rodadas qualificatórias de Champions League, da Europa League e da Conference League, além de Sumqayıt e Keşla amargando eliminações precoces nos rounds qualificatórios para o mais novo torneio da UEFA, ao passo que o Qarabağ ficou em segundo de seu grupo, classificando-se para os play-offs das oitavas de final, tendo sido eliminado pelo Olympique de Marseille. Apesar disso, o recente crescimento do futebol azerbaijanês permite uma perspectiva de um futuro interessante para as equipes locais, afinal de contas, a magia do futebol é justamente a sempre latente possibilidade de um Davi derrotar um Golias. 

Torcedores do Qarabağ FK (Créditos: The Mirror)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s