Arquivos da Categoria: Opinião

NOTA OFICIAL: 31 de Março

EMBAIXADA DA REPÚBLICA DO AZERBAIJÃO NA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL No: 150/22, Declaração do Ministério das Relações Exteriores da República do Azerbaijão 31 de março – Dia do Genocídio dos Azerbaijaneses 31 de março é o Dia do Genocídio dos Azerbaijaneses, quando lembramos das vítimas do sangrento massacre perpetrado pelos armênios contra os azerbaijaneses. Em março-abril de 1918, massacres foram

Ler mais

Opinião: Sanções enfraquecerão o papel da Rússia como rota de trânsito da Europa para a China e aumentarão a importância do “corredor imaginário”.

Orkhan Baghirov 18 de março de 2022 “As sanções impostas à economia russa terão um impacto significativo na Rússia, limitando sua capacidade de conduzir relações de comércio exterior, o que, por sua vez, afetará sua posição como principal país de trânsito na Eurásia”, escreve Orkhan Baghirov. “Dentro das novas realidades geopolíticas, o Corredor Médio pode sair vencedor e se tornar

Ler mais

O massacre de Khojaly: 30 anos de Impunidade

Por: Shujaat Ahmadzada¹ Faltam poucos dias para o aniversário do massacre de Khojaly – considerado o maior massacre isolado da guerra entre armênios e azerbaijanos . Na noite fria de 26 de fevereiro de 1992, centenas de civis do Azerbaijão fugindo da pequena cidade de Khojaly foram massacrados indiscriminadamente pelas forças militares armênias. Há 30 anos, as vítimas esperam o dia em que

Ler mais

NOTA OFICIAL DA EMBAIXADA DO AZERBAIJÃO: JANEIRO NEGRO

EMBAIXADA DA REPÚBLICA DO AZERBAIJÃO NA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Declaração do Ministério das Relações Exteriores da República do Azerbaijão por ocasião do dia 20 de janeiro – Dia Nacional de Luto Na noite de 19 para 20 de janeiro de 1990, por ordem da liderança da URSS, 26.000 tropas soviéticas invadiram Baku e Sumgait, bem como outras cidades do

Ler mais

Janeiro Negro: O início do fim da URSS

A tragédia de 20 de janeiro de 1990, também chamada de Janeiro Negro, marco importante para o Azerbaijão, provou que a busca da nação por liberdade e independência era irreversível. A união no período de violenta repressão e massacre de mais de 130 pessoas e de centenas de civis feridos pelo exército soviético na capital Baku e arredores na véspera

Ler mais

Meu retorno ao Azerbaijão; Parte 2: Lerik e Lankəran, por Maria Jagodzińska

No fim de semana passado, decidi ver a parte sul do Azerbaijão e encontrei uma viagem organizada para Lerik & Lənkəran. Me inscrevi na hora e, na manhã de domingo, iniciei viagem de um dia ao desconhecido. Apesar da má organização (música muito alta no ônibus, gente dançando no meio da via expressa causando perigo aos passageiros e guia turístico

Ler mais

Análise: QazVac e o desenvolvimento científico do Cazaquistão

Por João Zimmer Xavier¹ Em momentos de grande dificuldade, em especial em uma pandemia de escala colossal, o desenvolvimento científico é colocado a prova. Vacinas foram feitas em período recorde por grande potências de recursos técnicos e humanos desenvolvidos por muito tempo. Mas nessa época de incertezas , o desenvolvimento de uma tecnologia nacional é extremamente importante para a segurança

Ler mais

Shusha – A fortaleza cultural

SHUSHA – A FORTALEZA CULTURAL é um artigo escrito por Maria Beata Jagodzińska (Universidade de Varsóvia), pesquisadora e colaboradora do Espaço Cáspio Situada em um lugar deslumbrante, por ser uma fortaleza natural, é uma capital cultural do Azerbaijão e uma candidata a se tornar uma túrquica com este título. Por quê? Shusha é o berço de muitos ativistas culturais e

Ler mais

Análise CPCI: Incidente com minas terrestres mata 2 jornalistas

O Centro de Pensamento Caucasiano-Ibero-americano – CPCI condenou a morte dos jornalistas azerbaijanos Siraj Abishov e Maharram Ibrahimov, ocorrida em 4 de junho no distrito de Kalbajar (Azerbaijão). O incidente ocorreu em 4 de junho no distrito de Kalbajar, em território azerbaijano libertado, e três pessoas foram mortas.A tragédia ocorreu quando um carro com civis a bordo atropelou uma mina

Ler mais

Restauração, reconstrução, reconciliação e reintegração

Como o Azerbaijão planeja seguir em frente 16 de maio de 2021 Durante três décadas, o Azerbaijão continuou apelando à comunidade internacional sobre o problema da ocupação de seus territórios por serem vizinhos da Armênia – por aproximadamente trinta anos após a independência das repúblicas pós-soviéticas. A Armênia continuou com 20% do território do Azerbaijão sob ocupação. Isso incluía a

Ler mais
« Entradas mais Antigas